Desmame Natural – Sinais que o Bebe está Pronto

Um assunto um pouco polémico e que não reúne consenso. Os especialistas sugerem que o desmame deve acontecer de forma natural.

A organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno em exclusivo até aos 6 meses de idade. A mesma organização recomenda o aleitamento materno até os dois anos de idade.

São muitas as razões que levam as mães a deixar de amamentar os seus bebes, mas também é cada maior o número de mães que amamenta até haver um desmame natural da criança. Em média este desmame natural acorre aos 2 anos e 6 meses.

Como Lidar com o Desmame Natural

O desmame natural é considerado por muitos especialistas, como o ideal. Ou seja, a criança deixa de mamar por vontade própria.

Nem sempre este desmame é fácil, e pode haver algum incómodo por parte da mãe.

Veja alguns sinais que indicam o Desmame Natural

Sinais que Mostram o Desmame Natural

O principal sinal do desmame natural é a criança ficar longos períodos ou dias sem mamar. Mesmo que depois volte ao ritmo. Esta pausa pode indicar que se sente preparada para o desmame.

Apesar de estar em um processo de desmame, a criança pode pedir, até que deixa de o fazer por completo.

A criança muda o ritmo de mamadas. Deixa de mamar tantas vezes e diminui o tempo da mamada.

Um dos sinais mais comum do desmame natural é a criança adormecer sem mamar ou então deixar de mamar durante a noite. (no caso de o fazer)

A criança mostra disponibilidade em esperar pela mamada, ou seja, aguarda sem insistir em o fazer. Prefere fazer outras atividades como brincar, ver tv…

A criança deixa de pedir para ser amamentada para lidar com a dor.

Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.