Vitamina para abrir o apetite infantil: estimuladores e 5 atitudes a adotar

A alimentação infantil é um dos pontos que mais preocupa os pais, seja porque o filho não quer comer ou porque está com uma fome exagerada.

Nos dois casos é importante manter o acompanhamento com o pediatra para saber se a falta de apetite ou o excesso são normais ou há outra causa relacionada.

Mas, muitas vezes, o que acontece é a falta de apetite por falta de rotina, que, no lugar de usar vitamina para abrir o apetite infantil, se resolve com atitudes que os pais podem adotar para criar hábitos alimentares mais saudáveis.

Vitamina para abrir o apetite infantil: quais as opções?

Antes de ir à farmácia comprar uma vitamina para abrir o apetite infantil e dar ao seu filho, saiba que não é bem assim que funciona, por isso, muitos pediatras e nutricionistas não recomendam. Nem toda criança necessita de um estimulante de apetite, até porque se for tomado sem necessidade, pode trazer efeitos colaterais.

Muitos estimulantes de apetite funcionam porque são um conjunto de vitaminas e minerais que vão repor esses nutrientes nas crianças que não comem porque estão com algum tipo de deficiência nutricional. Ou seja, não vai funcionar com crianças que estejam saudáveis nesse sentido.

Por isso, só deve oferecer algum tipo de estimulante de apetite infantil se o pediatra recomendar e, o mais importante, os pais devem conhecer e compreender as fases de apetite da criança. Mesmo assim, se for de interesse, para que você já chegue ao consultório informado, entre as opções mais comuns de estimulantes, estão:

Estimulante de apetite infantil Profol

Esse composto vitamínico é recomendado para estimular o apetite e pode ser usado como suplemento vitamínico para mães que ainda amamentam, assim como para crianças em fase de crescimento.

Estimulante de apetite infantil Apevitin

Esse xarope é um suplemento de vitamina para abrir o apetite infantil e que também serve como estimulante, com versões para todas as idades. Seu composto ativo é o cloridrato de ciproeptadina que reduz a atividade de substâncias que causam a redução do apetite no organismo, como histamina, serotonina e acetilcolina.

Estimulante de apetite infantil Cobavital

Esse produto é vendido em forma de comprimido e serve para estimular o apetite, tratar de distúrbios do desenvolvimento como peso e altura, estados de fraqueza e redução de apetite, além de ajudar a trazer de volta o apetite perdido em um período de doença, melhorando a recuperação da criança.

Atitudes que servem de estimuladores de apetite infantil

Mesmo havendo opções de vitamina para abrir o apetite infantil, nem sempre esse método é necessário. Basta que os pais comecem a organizar melhor a rotina alimentar da casa para que a criança passe a ter mais prazer no momento das refeições, o que irá estimular seu apetite, além de ajudar a sentir fome na hora certa. Veja essas dicas:

1. Pode comer doce sim, se for saudável

É muito provável que se perguntar a uma criança o que ela quer comer, ela vai responder algo com açúcar.

Os pais se preocupam com isso, mas de certa forma é positivo, pois há várias receitas deliciosas e bem docinhas que podem ser feitas em casa para abrir o apetite dos pequenos.

Receitas de bolachas saudáveis, por exemplo, podem ser preparadas junto com a criança na cozinha, fazendo-a treinar os 5 sentidos e ainda descobrir como é bom comer a comida de casa.

2. Preparo das refeições em conjunto

Outra fórmula bem legal para estimular o apetite nas crianças é trazendo-as para o convívio na cozinha, sempre que possível.

Elas irão observar as cores e formas, sentir os aromas, as texturas dos alimentos, provar e ajudar em pequenas tarefas no preparo, como a lavar os vegetais para prepara uma sopa.

Tudo isso vai criando um gosto por estar nesse ambiente. Se as escolhas alimentares da sua cozinha forem saudáveis desde cedo, será muito mais fácil que o seu filho tenha uma alimentação balanceada ao longo da vida, sem problemas nesse aspecto. Além do mais, irá prevenir que ele desenvolva problemas como o colesterol alto infantil e suas consequências.

3. Determinar horários para comer

Desde cedo é importante que a criança se acostume a ter horários para tudo: comer, dormir, brincar e outras atividades.

Criar essa rotina é importante para ajudar o organismo da criança a desenvolver o hábito de sentir fome em determinados horários, então ela sempre estará com apetite, ao menos nas refeições principais.

4. Quantidade adequada de comida

Não adianta você colocar um prato cheio de comida para o seu filho que ainda come só a metade. Da mesma forma, precisa ficar de olho quando ele pede mais, pois quer dizer que está com fome mesmo.

Ao longo do crescimento da criança, tem fases de aumento e redução de apetite, por isso é importante que os pais estejam atentos para manter o equilíbrio na alimentação. É na consulta com o pediatra que você saberá se o crescimento da criança está conforme o previsto, não apenas esperando que ela raspe o prato, pois nem sempre vai acontecer.

5. Dar o exemplo

Outra dica que se pode chamar de vitamina para abrir o apetite infantil é dar o exemplo.

Os pais devem criar o ritual de sentarem-se todos juntos à mesa e apreciarem o alimento com gosto, em um momento de tranquilidade e prazer.

Ao ver os pais comendo com apetite, elogiando a refeição, a criança será estimulada a fazer o mesmo e criar uma boa memória “apetitosa” desses momentos.

Advertisement
Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.