Dieta da fertilidade- Alimentos que ajudam a engravidar

Uma alimentação equilibrada e saudável é fundamental para o seu dia-a-dia, a alimentação influência muito o nosso bem-estar e pode dar um contributo para quem deseja engravidar.

A dieta da fertilidade é uma dieta simples e fácil de seguir que se baseia em substituições na sua alimentação, que ajudam o organismo a receber uma gravidez.

O seu principal objetivo é reduzir os níveis de stress e ansiedade que são, muitas vezes, impeditivo para quem pretende engravidar, especialmente, quando a gravidez não ocorre nos primeiros meses de treinos.

Dicas para aumentar a fertilidade

Evite alimentos com gordura, prefira alimentos com gordura “boa” como ómega 3 e 6 é que encontra em alimentos como o azeite, o salmão e a sardinha.

Prefira as versões integrais dos alimentos, especialmente, pão, massa, arroz e bolachas, o excesso de farinhas brancas pode desregular o seu ciclo de ovulação.

Também o excesso de carne vermelha pode influenciar a ovulação da mulher, prefira carnes brancas como o frango, o peru e o coelho ou então pelo peixe.

Beba bastante água, pelo menos 1,5 l por dia.

Aumente o consumo de alimentos ricos em ácido fólico e ferro, alimentos como a soja, o agrião, espinafre, a couve, a beterraba, a lentilha e os frutos secos.

Cardápio da dieta da fertilidade

Café da manhã

1 copo de leite
2 colheres (sopa) de flocos de aveia
1 colher (sobremesa) de amêndoas
1 banana pequena

Lanche da manhã

1 iogurte
1 maça aos cubinhos
3 colheres de farelo de trigo
1 colher de mel

Almoço

1 prato de salada de rúcula, tomate e pepino
3 colheres (sopa) de beringela cozida
1 posta grande de salmão grelhado
2 colheres (sopa) de arroz integral

Lanche da tarde

1 ovo cozido
1 fatia de pão integral
1 chávena de chá verde;

Jantar

1 prato fundo de sopa de vegetais com lentilhas
1 peito de frango grelado sem pele e sem gordura e temperado com limão
3 torradas integrais.

Ceia

5 morangos
1 colher (sopa) de iogurte natural
1 colher (sopa) de linhaça triturada

Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.