Hipertensão na Gravidez

A hipertensão arterial ou vulgarmente chamada pressão traduz-se num aumento da pressão arterial, é problema cada vez mais comum nos países desenvolvidos e é problemático nas grávidas porque pode afectar a mãe e o bebé.

As principais causas para a hipertensão são a hereditariedade, a obesidade, o sedentarismo, o alcoolismo, o stress…Considera-se hipertensão quando as tensões estão acima de 140 por 90 mmHg

A hipertensão na gravidez

Nas grávidas é muito importante controlar periodicamente os níveis de tensão arterial, a pressão arterial deve ser medida com frequência depois das 20 semanas de gestação, pois pode provocar pré-eclâmpsia e, consequentemente, partos prematuros, em muitos casos a solução é mesmo o parto prematuro para evitar o sofrimento da mãe e do bebé.

A hipertensão muitas vezes é uma doença silenciosa que não apresenta muitos sintomas e os poucos que apresenta podem ser negligenciados, entre os principais sintomas pode ocorrer dor de cabeça, enjoos, alterações na visão e dores abdominais, é muito importante vigiar os valores sempre que tiver um destes sintomas.

Cuidados para grávidas hipertensas

Se a mulher já apresenta valores alterados antes da gravidez deve dizer ao médico e este encaminha-la para as consultas de gravidez de alto risco.

Deve frequentar consultas pré-natais com uma regularidade, 15 em 15 dias e mais no final, semanalmente.

Repousar duas horas após o almoço.

Dormir 8 horas durante a noite.

Evitar a ingestão de sal.

Evitar as bebidas alcoólicas e o tabaco.

Evitar situações de ansiedade e stress.

Fazer uma alimentação saudável, evitar o aumento de peso, especialmente em futuras mamãs com excesso de peso.

A pré-eclâmpsia é o principal problema para grávidas com a tensão alta, ocorre quando uma mulher tem pressão arterial elevada (acima de 140/90 mmHg), excesso de proteína na urina e edema, quando não vigiada e tratada pode trazer problemas para a mãe e para o bebé.

Sintomas de pré-eclâmpsia

Náuseas
Dores abdominais
Tensão arterial elevada
Edemas
Aumento de peso significativo
Cefaleias
Alterações na visão
Inchaço frequente nas mãos e pernas
Caso tenha um ou mais do que um destes sintomas deve consultar o seu médico o mais rapidamente possível.