Gravidez Passo a Passo 33 semanas

Com 33 semanas de gravidez a ansiedade começa a aumentar, está quase na hora e é preciso preparar tudo porque com o crescimento da barriga tudo se torna mais lento e complicado de fazer.

A gestante tem mais dificuldades em fazer as suas atividades diárias. O cansaço aumenta e as horas de sono diminuem.

Confira o que pode acontecer na 33 semana de gestação.

Desenvolvimento do bebê

O bebê com 33 semanas de gestação mede cerca de 42.4 centímetros medidos da cabeça ao calcanhar e pesa cerca de 1,4 kg.

O bebê está desenvolvido, nesta altura o bebê precisa de aumentar de peso e melhorar a sua função respiratória, por isso, deve ter todos os cuidados para ter uma gravidez de termo.

O desenvolvimento auditivo do feto quase completo, ele já reconhece os sons do exterior, especialmente, a voz da mãe e pode até assustar-se com sons altos e estranhos.

Nesta altura o bebê dá a volta, ficando de cabeça para baixo, pronto para o dia do nascimento.

Mãe às 33 semanas

Nesta fase o bebê já está maior e ocupa mais espaço, pode sentir mais pressão no estômago e as costelas. Pode sentir dificuldade em respirar e muita azia.

O bebê também está mais tempo acordado e quer brincar, por isso, pode ter uma sessão de chutos.

Contrações de treinamento

Às 33 semanas de gravidez é normal a mulher sentir algumas dores devido às contrações de treinamento.

Leia também: Diferenças entre Contrações de Treinamento e de Parto

Nesta fase pode sentir-se mais inchada, as mãos, os pés e as pernas podem começar a ficar cada vez mais inchados. É muito importante beber bastante água para ajudar a eliminar os líquidos em excesso.

Disfrute as últimas semanas, tire muitas fotografias para recordar este tempo, prepare o quarto e se pretende fazer chá de bebê é a altura ideal. Aproveite mesmo com todos os problemas como falta de sono, cansaço e inchaço está preste a conhecer o amor da sua vida.

Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.