Quando é a hora de trocar o berço por uma cama?

A decoração e a escolha de todos os pormenores do quarto do bebê é um dos momentos mais especiais para as mães.

Um dos itens quase obrigatórios é o berço, a caminha do bebê que tem caraterísticas próprias que dão segurança e conforto ao bebê.

No entanto, com a crescimento do bebê chega a hora de trocar o bercinho pela cama. Este é um processo natural e deve ser pensado e planeado com antecedência.

Veja também: Colocar as crianças na cama cedo melhora a saúde mental das mães, diz estudo

Advertisement

Quando deve trocar o berço para a cama?

Como tudo relacionado com as crianças não existe uma data certa. A forma como a criança reage também varia de criança para criança.

A verdade é que o berço começa a fazer parte da rotina do bebê quase desde o nascimento, este é um espaço de conforto para o bebê, mas chega uma altura que é importante passar a criança para uma cama.

Os bercinhos são indicados para bebês e crianças pequenas de até 3 anos. Depois desta idade, o próprio berço pode se tornar perigoso para as crianças. Os pediatras referem que o berço pode tornar-se perigoso a partir do memento que a criança atinge os 90 cm.

Procure fazer esta passagem do berço para a cama de bebé num momento em que a criança não esteja a passar por outra mudança, como tirar chupeta, tirar fralda, ir para a creche. Aproveite um momento mais calma da criança para esta transição.

Advertisement

Fazer a transição do berço para a cama

Para fazer esta transição é necessário criar um ambiente seguro. A criança deve sempre se sentir segura.

Converse com os mais pequenos, decore o quarto de uma forma paliativa, elogie, mas principalmente, tenha muito paciência.

Algumas crianças aceitam esta transição sem qualquer problema, para outras este processo pode ser mais demorado.

Muitos pais optam por uma cama montessoriana, uma cama que fica ao nível dos mais pequenos, facilitando que a criança entre e saia dano-lhe autonomia.

Advertisement

Outra opção muito procurada pelos pais são as camas transitórias, ou seja, são berços que se transformam em cama com o passar do tempo.

Advertisement
Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.