Desfralde Noturno: Como Fazer sem Traumas para as Crianças e os Pais

O desfralde noturno é uma etapa muito importante na vida de uma criança, por isso, os pais precisam seguir algumas dicas para auxiliar o pequeno nesse processo. Ter uma criança em casa é sinônimo de alegria e emoção. Porém, também significa mais preocupação, cuidados e atenção. Afinal de contas, é um indivíduo muito novinho que não sabe fazer as coisas sem ajuda.

Muitos pais fazem o desfralde diurno de seus filhos, mas continuam deixando a criança dormir durante a noite de fraldas para evitar acidentes. Geralmente, a retirada das fraldas noturnas é feita após as diurnas, quando a criança mostra que tem segurança e independência para lidar com o xixi e o cocô.

A estação do ano mais propícia para isso, de acordo com especialistas, é a de calor, pois o pequeno transpira mais e urina menos. Na época de calor a criança também fica mais confortável com pouca roupa.

Dicas para fazer o desfralde noturno

Para os pais que já fizeram o desfralde diurno e agora querem tirar as fraldas dos seus filhos também durante a noite, aqui vão algumas dicas muito importantes.

Acompanhe os sinais da criança

Importante ficar atento aos sinais do pequeno, porque, ele mostrará aos pais quando estiver pronto para começar o processo.

Cada família deve analisar seu filho individualmente. Veja se ele está começando a querer tirar a fralda, se tem interesse em fazer suas necessidades no vaso ou no penico.

Perceber que está com vontade de fazer xixi ou cocô e acordar com a fralda seca são sinais nítidos de que os pequenos estão preparados.

Especialistas indicam que é preciso ter paciência, já que não existe uma idade certa para retirar a fralda noturna, porque cada criança tem a sua maturidade neurológica. Comumente elas mostram que têm o controle do xixi por volta dos 3 e 4 anos, mas algumas têm mais e outras menos dificuldade. Cada bebê tem o seu ritmo.

Analise o contexto familiar

Veja as condições do ambiente familiar e do seu filho antes de começar o processo de desfralde. Pediatras dizem que é importante analisar o estado geral da criança, seu equilíbrio emocional e sua saúde física. Procure não iniciar o desfralde quando ele ganhar um irmãozinho ou quando a mãe viajar.

Esse processo deve ser feito no ambiente dela, da forma que ela está acostumada.

Uma boa opção para os pais é conversar com a escola para que juntos eles auxiliem o pequeno neste processo.

Faça o desfralde noturno separado do diurno

Para os especialistas, os dois tipos de desfralde não precisam acontecer no mesmo período, pois, tudo vai depender de como cada baixinho vai lidar com a questão.

A dica para os pais é que comecem primeiro pelo desfralde diurno, porque a retirada das fraldas noturnas deve ocorrer quando a criança já estiver treinada e entender bem o momento.

Converse com seu filho sobre essa fase de mudança

É muito importante que seu filho participe e entenda o que está acontecendo em sua vida.

Os pais podem explicar sobre o desfralde noturno de uma forma lúdica com livros que falam do tema ou com brinquedos. Lembre-se que para explicar algo para seu filho não precisa ficar fazendo voz e nem falando como se ele fosse bobo.

Olhe nos olhos dele e fale com uma voz baixa e calma.

Prepare-se para os contratempos

Após tirar a fralda do seu filho durante a noite, é quase certeza que no início do processo ocorram contratempos.

Os pais devem se organizar da melhor maneira possível para ajudar a criança sem que ela seja pressionada ou fique envergonhada. Crianças de todas as idades podem fazer xixi na cama, pelos mais diversos motivos. A dica é forrar a cama com materiais impermeáveis.

Tente também não oferecer líquidos cerca de duas horas antes de a criança ir se deitar para dormir.

Antes de a criança ir para cama os pais devem levá-la para fazer xixi. Não é preciso acordá-la na madrugada para ir ao banheiro, porque, assim como os adultos ela aprenderá a se controlar.

À noite antes da criança ir se deitar é bom que os pais a levem ao banheiro de duas a três vezes para que ela esvazie a bexiga.

Mantenha a calma e encare com naturalidade

Todas as fases do filho têm muita importância para seus pais. Durante o processo de desfralde noturno, tente ter calma e encare o processo com naturalidade, pois, as crianças precisam que seus pais estejam seguros para que elas se sintam prontas.

Não desista do processo a meio

Se já iniciou o processo de desfralde noturno, tente não voltar atrás, só se estiver muito difícil de a criança se acostumar.

Ser mãe e pai é uma grande felicidade e também responsabilidade e desafio. Toda a família deve entender que essa etapa faz parte da vida de todos.

Propicie um ambiente adequado

Para que a criança deixe as fraldas, especialistas indicam não colocá-la no peniquinho e sim no vaso sanitário, assim como os demais membros da família.

Compre um redutor de vaso e não se esqueça de colocar alguns degraus perto do vaso para que a criança possa subir sempre que quiser fazer suas necessidades. Jamais force a criança a fazer uma coisa que ela não queira.

Sinais que a criança já está pronta para deixar de usar fraldas

O desfralde não é uma questão de idade, mas de maturidade, por isso cada criança tem o seu tempo. Alguns indícios mostram que a criança está preparada para o desfralde, são eles:

Acordar quase todos os dias com a fralda seca.

Pedir para ir ao banheiro durante o dia. Tendo pouco escape de xixi e cocô na roupa ou no chão;

Já ter aprendido a nomear o cocô e o xixi.

Mostrar incômodo em usar fralda, mesmo que seja somente para dormir.

Portanto, se quer tirar as fraldas dos seus filhos durante a noite, tenha muita paciência e faça tudo com muito cuidado e carinho.

Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.