quarta-feira , fevereiro 1 2023
como perguntar como foi na escola

“Como foi na escola”: 5 maneiras mais legais de perguntar ao seu filho

Conforme os filhos vão crescendo, os pais percebem que precisam se adaptar às novidades que eles estão vivendo, tal e qual como foi na escola, agora que faz parte do dia a dia da criança. E querendo ou não, a maneira de falar com ela é uma das adaptações que alguns pais têm dificuldade em estabelecer.

Advertisement

Na fase dos 7 anos de idade, quando ingressam na escola, os pequenos ainda são os bebês da casa, mas ao mesmo tempo não querem mais ser tratados assim na frente dos amiguinhos ou mesmo quando estão em família.

Além do mais, eles estão vivendo tantas coisas novas interessantes que é preciso usar a criatividade para obter sua atenção. É por isso que você vai ver agora 5 maneiras mais legais de perguntar ao seu filho como foi na escola e receber respostas melhores do que “foi legal”.

5 perguntas para substituir o “como foi na escola hoje? ”

perguntar como foi escola

Essas perguntas que você vai ver a seguir não precisam se restringir apenas às questões escolares. Aproveite e use-as como inspiração para falar com seu filho sobre tudo.

Inclusive, seguindo as recomendações de profissionais da psicologia infantil, perguntas criativas e estimulantes podem ser bem úteis para ajudar as crianças que não gostam de estudar a se interessarem mais pelo ambiente escolar.

O grande segredo é que, na hora de perguntar, você deve pensar nas possíveis respostas que ele pode dar. Se tiver a possibilidade de ele responder de maneira muito simples, só com uma ou duas palavras, repense na pergunta de modo que a criança se sinta estimulada a conversar sobre o assunto por mais tempo. Isso se faz com perguntas mais detalhadas e específicas.

  1. Qual foi a melhor coisa que aconteceu na escola hoje?

Essa pergunta exige que a criança fale sobre um acontecimento específico, o que também é interessante para que ela use a memória e faça uma breve retrospetiva do que viveu na escola. Prefira sempre as perguntas positivas primeiro.

É importante falar sobre o que aconteceu de ruim também, mas comece incentivando a falar de coisas boas para que a criança assimile a escola aos bons acontecimentos.

Veja também:Adaptação escolar: 10+ dicas para uma mudança tranquila

  1. Se você pudesse escolher, com que coleguinha gostaria de se sentar junto na sala de aula?

Essa questão é interessante para que a criança reflita sobre as pessoas que estão em sua volta fora de casa.

Também, para que você conheça melhor quem são os coleguinhas mais próximos e o motivo disso.

É uma ótima maneira de questionar e acompanhar como foi na escola, e como seu filho está desenvolvendo a sua personalidade e vida social.

  1. Você ajudou alguém ou alguém ajudou você hoje na escola?

Trazer à tona o sentimento de altruísmo e empatia é muito importante para que o seu filho tenha uma perceção positiva sobre as relações com os colegas.

Nessa idade a partir dos 7 anos, a criança se preocupa muito com a aprovação dos adultos e percebe que fazer as coisas certas e tomar atitudes vai render elogios.

A consciência sobre a importância real desses atos virá mais tarde, não se preocupe.

  1. Se uma nave alienígena aparecesse na sua classe, quem você acha que ela deveria levar para cima?

A resposta para essa pergunta vai depender do que o seu filho acha dos alienígenas.

Talvez ele pense que seria uma grande aventura subir na nave e vai falar sobre um colega querido. Mas se ele pensar que pode ser assustador ou que a nave vai tirar da classe um colega que o incomoda, vai falar sobre alguém que não gosta muito.

Esse é um ponto interessante para você descobrir, por exemplo, se o seu filho sofre ou pratica bullying.

Sendo assim, preste atenção nas palavras e expressões corporais que ele usa para falar sobre os colegas, observando as emoções que ele tem.

  1. Qual foi a palavra que o seu professor mais falou hoje?

Essa questão pode trazer muitas respostas, até porque dificilmente a criança dirá uma palavra só.

A menos que o professor realmente tenha frisado um assunto, a criança vai listar mais palavras e fazer um bom passeio pela memória para tentar se recordar.

Essa pergunta também é interessante para você continuar perguntando como foi na escola, conforme for a resposta, já que pode lhe trazer informações sobre os assuntos que ele está gostando mais de aprender ou que está tendo mais dificuldade.

Basta usar a criatividade e ir um pouco mais a fundo para ter bons momentos de conversa com uma criança?

Além de propor brincadeiras em família, valorize os momentos de troca de ideias, ouça com atenção o que a criança está dizendo e guie o assunto conforme ela se mostra interessada.

Verá que os laços de amizade e confiança entre vocês ficarão cada vez mais atados. E não precisará mais usar a questão “como foi na escola”, de forma sem graça!

Advertisement

AUTOR: Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.

VEJA TAMBÉM:

podcast maternidade

Podcasts sobre infância: 5 programas que pais e mães vão adorar ouvir

Com tantas coisas para fazer ao mesmo tempo, quem tem filho pequeno precisa de uma …