Cheiro de mãe atrai os pais, segundo estudo

É de conhecimento comum que, durante a gestação, o corpo da mulher passa por grandes transformações. Tudo para se adaptar ao pequeno bebê que está sendo gerado em seu ventre. Essas mudanças incluem o corpo da mulher inteiro, inclusive, deixando-a com o famoso cheiro de mãe.

É verdade, assim como o cheirinho de bebê é comprovadamente viciante por causa da reação química que aciona no cérebro das mulheres, os bebês e os pais também sentem nelas um aroma especial e único.

Esse aroma é o responsável por criar uma ligação intrínseca entre os membros da nova família que se forma, aquele elo de amor incondicional que vai além do que ainda se pode compreender. Mas na intenção de encontrar respostas, estudos vem sendo feitos, como esse que você vai conhecer agora, e que surpreendem pelos resultados.

Cheiro de mãe: ele existe e é capaz de despertar o instinto paterno nos homens

Especialmente depois do parto, o cheiro da mulher sofre alterações que são capazes de influenciar os homens a serem pais mais próximos dos bebês, como se o cheiro da mãe despertasse o instinto paterno.

Essa afirmação vem de um estudo realizado por pesquisadores das universidades inglesas de Newcastle e Stirling, publicado na revista Physiology & Behavior, no qual foram encontradas evidências preliminares de que os pais expostos a odores corporais pós-gravidez apresentaram maior esforço em ver e tocar seus filhos recém-nascidos.

CONTINUAR A LER