Cheiro de mãe atrai os pais, segundo estudo

É de conhecimento comum que, durante a gestação, o corpo da mulher passa por grandes transformações. Tudo para se adaptar ao pequeno bebê que está sendo gerado em seu ventre. Essas mudanças incluem o corpo da mulher inteiro, inclusive, deixando-a com o famoso cheiro de mãe.

É verdade, assim como o cheirinho de bebê é comprovadamente viciante por causa da reação química que aciona no cérebro das mulheres, os bebês e os pais também sentem nelas um aroma especial e único.

Esse aroma é o responsável por criar uma ligação intrínseca entre os membros da nova família que se forma, aquele elo de amor incondicional que vai além do que ainda se pode compreender. Mas na intenção de encontrar respostas, estudos vem sendo feitos, como esse que você vai conhecer agora, e que surpreendem pelos resultados.

Cheiro de mãe: ele existe e é capaz de despertar o instinto paterno nos homens

Especialmente depois do parto, o cheiro da mulher sofre alterações que são capazes de influenciar os homens a serem pais mais próximos dos bebês, como se o cheiro da mãe despertasse o instinto paterno.

Essa afirmação vem de um estudo realizado por pesquisadores das universidades inglesas de Newcastle e Stirling, publicado na revista Physiology & Behavior, no qual foram encontradas evidências preliminares de que os pais expostos a odores corporais pós-gravidez apresentaram maior esforço em ver e tocar seus filhos recém-nascidos.

Como foi feito o estudo sobre cheiro de mãe

Para chegar às conclusões apresentadas, os pesquisadores contaram com 91 homens voluntários, com idade entre 19 e 44 anos. Eles receberam amostras de odores femininos após o nascimento de bebês para sentirem durante 10 minutos.

Os odores foram colhidos de mulheres com idade entre 27 e 33 anos, em três períodos diferentes: início da gravidez, final da gravidez e após o parto. Para fins de comparação, também foram colhidos odores de mulheres que não estavam grávidas. Ao sentir os odores, os homens deveriam acionar teclas para aumentar ou encurtar o tempo que gostariam de continuar vendo imagens de homens, mulheres e bebês.

O resultado: cheiro de mãe influencia os pais?

O resultado da pesquisa apontou o que se esperava. Quando os homens que sentiram os odores das mães que tinham acabado de ter seus bebês, eles apresentaram uma vontade muito maior de continuar vendo as imagens com rostos de bebês.

Então concluiu-se, com esse estudo em particular, que é possível que o cheiro de mãe realmente influencie no despertar do instinto paterno, fazendo com que os homens que acabaram de se tornar pais, também sintam um laço de afeto mais forte e especial com o bebê que acabou de nascer. É a natureza agindo com perfeição para gerar o amor incondicional entre pais e filhos.

Esse resultado foi considerado pelos pesquisadores como uma primeira evidência de que no corpo da mulher há estímulos suficientes para induzir a mudanças comportamentais e psicológicas nos pais, entretanto, ainda há necessidade de outros estudos para reafirmar essa incrível e poderosa descoberta.

Advertisement
Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.