Perda de líquido amniótico

Líquido amniótico é o fluido que envolve o embrião, preenchendo a bolsa amniótica, que protege o bebé de choques e movimentos brutos, não deixa o cordão umbilical ser comprimido, mantém a temperatura dentro do útero para o bebé não sofrer choques térmicos e é essencial para o desenvolvimento de diversos sistemas do bebé como o respiratório e o digestivo.

A bolsa amniótica forma-se, por norma, na segunda semana de gravidez. O “rebentar as águas” antes do parto, significa que a bolsa amniótica se rompeu e o líquido foi expulso, marcando o início do parto.

Cerca de 8% das grávidas sofre de perda de líquido amniótico ao longo da sua gravidez. A perda do líquido amniótico é chamada de Oligoidrâmnio.

A quantidade de líquido amniótico varia ao longo da gravidez atingindo cerca de 1 litro no final ( 34/ 36) a partir daqui, a quantidade de líquido começa a diminuir aos poucos, até o bebé nascer.

A perda prematura de líquido pode prejudicar o crescimento dos pulmões ou provocar o parto prematuro. Se o líquido estiver muito baixo, o médico pode decidir pode antecipar o parto. A maioria dos casos é resolvido com muito descanso e hidratação da mãe

liquido amniotico

Perda de líquido amniótico

Devem ter especial cuidado com a perda de líquido as grávidas hipertensas, diabéticas ou que tenham lúpus.

Deve dirigir-se ao médico ou hospital todas as grávidas que deixem de sentir o bebé a mexer ou se estiverem a perder líquido.

Este texto é apenas informativo, em caso de dúvida consulte um especialista.

Partilhar