quarta-feira , fevereiro 1 2023
Coceira Gravidez

Quando se Preocupar com a Coceira na Gravidez

A coceira na gravidez é um sintoma bastante comum, mas em alguns casos é o sinal que deve ir imediatamente para a maternidade ou hospital.

Advertisement

Apesar de poucas gravidas falarem sobre estes sintomas, a verdade é que a maioria sente coceira, especialmente na zona da barriga e dos seios. Esta ocorre quando a pele está muito seca e está presta a abrir numa estria. Nestes casos deve aplicar sobre estas zonas um bom hidratante.

Mas existe uma doença que provoca uma intensa coceira na gravidez, a colestase.

Qual o Perigo da Colestase na Gravidez

Também conhecida como colestase obstétrica, colestase gravídica, colestase benigna da gravidez, ou colestase intra-hepática da gravidez é uma condição específica que ocorre durante a da gravidez.

O fluxo da bile é reduzido e ela acumula-se no sangue, provocando a doença.

A colestase obstétrica aparece, sobretudo, no 3º trimestre da gravidez. É um problema que deve ser tratado de imediato, pode causar a morte fetal.

A colestase aumenta em muito o risco parto prematuro, muitas grávidas com este problema de saúde acabam por ter partos antes das 37 semanas.

Existe ainda um risco de mortalidade do feto.

colestase gravidez sintomas causas

Principais sintomas da colestase.

O primeiro e principal sintoma da colestase é a comichão. Esta costuma se agravar à noite.

Icterícia (pele amarelada)

Coceira nas palmas das mãos e na sola dos pés.

Urina escura

Fezes claras

O diagnóstico da colestase na gravidez é feito através de exames de sangue. Estes vão confirmar o diagnóstico.

Tratamento da Coceira na Gravidez- Colestase

O tratamento deve ser sempre feito com o acompanhamento médico. É uma situação grave e em caso de suspeita deve ir diretamente para o hospital ou maternidade para receber o diagnóstico e tratamentos adequados.

O tratamento inclui medicamentos para amenizar o desconforto da coceira na gravidez. A gravida também toma suplementos de vitamina K para diminuir o risco de hemorragia após o parto.

Depois do parto a mulher deve ter acompanhamento para garantir que o problema não causou danos a nível hepáticos. Existe o risco de colestase numa gravidez posterior.

Advertisement

AUTOR: Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.

VEJA TAMBÉM:

testes de gravidez caseiros

10 Testes de gravidez caseiros mais comuns

A gravidez é um momento especial na vida de uma mulher e de um casal. …