Tabela de Crescimento do Bebê – Peso Ideal para o Bebê

Todas as mães e muitos pais se preocupam com o desenvolvimento correto do seu bebê, pois, há muitas dúvidas a respeito da altura e peso ideais da criança. Porém, para resolver esse problema, basta levá-lo ao pediatra. O peso é uma é uma das principais preocupações dos pais, mas é importante avaliar vários fatores porque as crianças não são todas iguais.

Além de levar o pequeno ao médico, os pais também podem fazer uma pesquisa, onde eles encontrarão uma tabela dizendo qual o peso e altura ideais em cada idade do bebê.

Após o nascimento do bebê, o pediatra usará um gráfico de evolução de peso, crescimento e desenvolvimento fornecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e esse profissional poderá dar essa tabela para você acompanhar de perto a evolução do seu filho.

Tabela de crescimento e peso ideal para o bebê: Média comparativa da OMS

Meninos – Idade Altura Peso

Recém-nascido  49 cm  3,300 kg

1 mês 54,7 cm 4,500 kg

2 meses 58,4 cm 5,500 kg

3 meses 61,4 cm 6,400 kg

4 meses 63,9 cm 7 kg

5 meses 65,9 cm 7,5 kg

6 meses 67,6 cm 7,900 kg

7 meses 69,2 cm 8,300 kg

8 meses 70,6 cm 8,600 kg

9 meses 72 cm 8,900 kg

10 meses 73,3 cm 9,200 kg

11 meses 74,5 cm 9,400 kg

12 meses 75,7 cm 9,600 kg

Meninas – Idade Altura Peso

Recém-nascido 49,1 cm 3,200 kg

1 mês 53,7 cm 4,200 kg

2 meses 57,1 cm 5,100 kg

3 meses 59,8 cm 5,800 kg

4 meses 62,1 cm 6,400 kg

5 meses 64 cm 6,900 kg

6 meses 65,7 cm 7,300 kg

7 meses 67,3 cm 7,600 kg

8 meses 68,7 cm 7,900 kg

9 meses 70,1 cm 8,200 kg

10 meses 71,5 cm 8,500 kg

11 meses 72,8 cm 8,700 kg

12 meses 74 cm 8,900 kg

Avaliar cada criança por si

Cada bebê é único e muitos fatores como histórico genético e até mesmo a forma que ele é alimentado, que pode ser com o leite materno, fórmula ou alimentação mista, irão mudar o desenvolvimento do rebento.

Por isso, comparar seu pequeno com outro que tem uma genética e rotina alimentar diferente não é indicado.

Essa tabela é oficial da OMS (Organização Mundial de Saúde) e considera bebês amamentados no peito principalmente e com uma alimentação saudável após a introdução alimentar.

Perceba que os primeiros 4 meses o ganho de peso e crescimento do bebê é maior, mas com o passar dos meses o ganho vai diminuindo e o bebê começa a ganhar peso e crescer de maneira mais lenta.

A tabela da OMS foi traduzida pela Sociedade Brasileira de Pediatria e nela os pais também podem ver o peso e altura ideais para crianças acima de 1 ano.

Características e medidas mês a mês

Quando nasce, o bebê precisa ser alimentado somente com leite materno que garante todos os nutrientes importantes para o seu crescimento saudável.

O leite da mãe muda ao longo do tempo para poder suprir todas as necessidades do pequeno: No começo, o leite é mais líquido e aos poucos vai ficando mais consistente e espesso.

Nos primeiros três meses de vida, o bebê pode engordar de forma fácil 200 gramas por semana. A dica é pesar os bebês uma vez ao mês para ver se ele está ganhando peso.

Lembrando que um bebê gordinho não significa que ele é bem cuidado e alimentado e que peso em excesso pode prejudicar a saúde dele.

Qual o peso ideal para um bebê de 6 meses?

De acordo com a tabela acima, bebês meninos de 6 meses devem pesar por volta de 7,900 kg (sete quilos e novecentas gramas), já o peso indicado para meninas de 6 meses e de 7,300 kg (sete quilos e trezentas gramas).

Entretanto, essas medidas só servem para os pediatras e os pais terem uma base do desenvolvimento das crianças. Porém, cada pequeno tem o seu desenvolvimento e para saber se ele está normal e saudável, ele precisa ser examinado por um médico.

A preocupação com o peso e a altura do bebê é muito comum, principalmente, em pais de primeira viagem, mas tenha calma e fale com um médico, pois, são muitos os fatores que interferem nas características de uma criança. Por exemplo, uma menina que vem de uma família de mulheres magras e baixas, tem mais chances de ser menor na altura e ter menos peso.

Portanto, a tabela de altura e peso do bebê está aí. Apenas tenha cuidado para não ficar neurótica, o fundamental é que cuide muito bem do seu filho.

Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.