5 Principais Malefícios do uso do celular e tablet para as crianças

É verdade que as pessoas precisam se adaptar às mudanças para se integrarem na sociedade em que vivem. No mundo moderno, uma das principais mudanças – que ainda está em evolução – é o uso constante de eletrônicos. Mas será que há malefícios do uso do celular no dia a dia?

Esses aparelhos estão presentes em todos os momentos da vida das pessoas, desde quando acordam até a hora em que vão dormir.

Inclusive as crianças já são adeptas dos smartphones, o que traz benefícios no sentido do avanço do desenvolvimento cognitivo em determinados aspectos. Mas, assim como existem benefícios nas novas tecnologias, também existe o lado negativo. Conheça quais são e repense os hábitos na sua casa.

Malefícios do uso do celular e tablet para as crianças

Você vai perceber que os malefícios do excesso de celular e tablet engloba a saúde geral das crianças, o que pode resultar em problemas físicos e emocionais no presente e no futuro.

  1. Desequilíbrio do organismo

Mais um dos grandes malefícios do uso do celular e tablet é quando os pais permitem que os filhos fiquem em frente à tela até tarde da noite. De acordo com os médicos pediatras, mesmo as crianças que não precisam levantar cedo no dia seguinte precisam dormir mais cedo para regular seu relógio biológico.

Ao dormirem tarde, muito cansadas, a tendência é que tenham um sono conturbado, impedindo que o organismo se restaure de forma saudável durante o sono.

Esse malefício afeta o organismo como um todo, alterando a produção hormonal, o que pode resultar em problemas desde o déficit de atenção até alterações no apetite e no comportamento, tornando cada vez mais difícil a imposição de limites e a comunicação familiar.

  1. Sedentarismo e doenças decorrentes

Seguindo a mesma lógica do tópico anterior, as longas horas em frente às telas de tablets e celulares estimula ao sedentarismo e, como consequência, aos problemas de saúde decorrentes da falta de atividade física.

As crianças estão cada vez menos interessadas em brincar umas com as outras, ainda que essa seja uma das características naturais dos pequenos, especialmente na primeira infância, entre os 4 e 7 anos.

Você quer mesmo que seu filho prefira se comunicar com os desenhos do tablet em vez de fazer amigos, se movimentar e fazer descobertas sozinho? Para isso, ele precisa de estímulos saudáveis e reais, fora do mundo virtual. Por isso é considerado como um dos malefícios do uso do celular.

Além de prevenir que os pequenos tenham maior tendência à obesidade infantil por causa da falta de atividade física, mantê-los mais horas longe das telas também vai ajudá-los a serem pessoas mais empáticas com todos em volta.

  1. Influência aos maus hábitos alimentares

Mesmo os pais que limitam as horas dos filhos em frente à tela podem se deparar com os malefícios do uso do celular e do tablet no dia a dia. É preciso estar atento ao conteúdo que a criança está assistindo, pois os influenciadores digitais podem ser uma grande armadilha para os pequenos.

Os pais devem assistir também aos programas para saber se os filhos estão sendo influenciados de forma negativa a se alimentarem mal e a despertarem falsos desejos por itens materiais que eles, na verdade, não precisam ter para serem felizes.

  1. Queda no desempenho escolar

É natural que, mesmo as crianças que já nasceram na era digital, tenham muitas curiosidades na internet e nos programas offline que estão instalados nos aparelhos eletrônicos. Sendo assim, se os pais não impuserem limites, os pequenos vão deixar de lado as tarefas escolares porque é mais interessante dar atenção ao entretenimento.

Além de impor limites de horários para uso dos aparelhos eletrônicos também é essencial que os pais estimulem seus filhos a terem outros interesses, perguntando como foi o dia na escola e nas demais atividades. Esse envolvimento vai trazer a criança para o mundo real ao invés de deixar seus pensamentos lá no mundo virtual mesmo nos momentos em que não pode utilizar os eletrônicos.

  1. Malefícios do uso do celular no desenvolvimento social

Nesse caso, a culpa não é exclusiva do uso de smartphones, mas eles atuam de forma indireta. Isso porque, quando os pais permitem que as crianças passem longas horas em frente à tela, é um forte indício de que também pecam em outros setores da educação em casa.

Então, será que na sua casa as pessoas conversam mais olhando nos olhos do que por aplicativos de mensagens? Reservam momentos do dia para falarem entre si e saberem como foi o dia uns dos outros? Deixam as crianças participarem desses momentos?

São esses detalhes que podem atrapalhar o desenvolvimento da criança, especialmente no que se refere à comunicação interpessoal e à integração nos grupos sociais que frequenta.

As novas tecnologias são sim muito importantes, mas não é saudável permitir que elas substituam por completo o contato direto, olho no olho, com atenção plena às pessoas que estão no mesmo ambiente, em vez de estarem apenas de corpo presente, mas com os olhos do celular o tempo todo. Fica aqui o convite para que reflita sobre os malefícios do uso do celular e destes “novos hábitos”, assim como o quanto eles podem prejudicar seu filho no presente e no futuro se não houver limites.

Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.