Como saber se está a perder líquido amniótico

Uma gestação é um momento maravilhoso para a vida do casal, mas a mulher passa por várias situações. O seu corpo prepara-se para gerar um novo ser e, por isso, ao longo de 9 meses sofre várias alterações.

Com a aproximação do dia do parto, vai surgindo novas dúvidas, umas das principais é a perda de líquido amniótico.

A perda de líquido amniótico é uma das grandes preocupações das futuras mamãs, e nem sempre é fácil identificar.

Perda de líquido amniótico

No final da gestação, a pressão que o bebé n a bexiga pode provocar perdas de urina involuntárias que podem ser facilmente confundidas com a perda de líquido amniótico.

Advertisement

A perda de líquido amniótico pode indiciar rutura da bolsa de águas, por isso, é importante reconhecer os sinais e consultar um médico e, caso de dúvida.

Como distinguir entre perda de urina e perda de líquido amniótico

É importante fazer esta distinção, um é problema comum na gravidez, outro pode afetar o seu bebê.

O truque mais usado é simples, esvazie a bexiga, faça a higiene íntima e coloque um penso absorvente.

Advertisement

Depois durante cerca de meia hora faça algum exercício como subir escadas, caminhar, sentar-se e levantar-se várias vezes.

Ao final de meia hora, deverá analisar o penso. Se ele estiver molhado é sinal de que está com alguma rutura, mas ainda precisa distinguir se é urina ou liquido amniótico.

Urina:

Cor é amarelada e com cheiro mais ou menos intenso.

Líquido amniótico:

Transparente e sem cheiro, ou apenas um aroma doce, mas muito suave.

Advertisement

Sinais de perda de líquido amniótico

Em caso de dúvida consulte o seu médico, no caso de acontecer no 1º ou 2º semestre deve dirigir-se logo para o posto médico ou maternidade para fazer os exames necessários.

A confirmação da rutura é feita através de uma ecografia.

Advertisement
Luana Araujo Silva

Resindência em Enfermagem Neonatal pela Universidade Estadual de Londrina/PR com amplo campo de atuação: Maternidade de Baixo Risco, Maternidade de Alto Risco, Unidade de Cuidados Intermediários e Intensivos Neonatal, Recepção do Recém nascido termo e pré termo na sala de parto. Segmento ambulatorial do recém nascido pré termo Habilitada para inserção e manutenção de Cateter Central de Inserção Periférica (CCIP/PICC), com auxilio de ultrassom e Inserção de Cateter Umbilical Arterial e Venoso. Também possui ampla bagagem na áreade aleitamento materno em recém-nascidos a termo e pré-termo.