Síndrome Alcoólica Fetal

Quando uma mulher engravida ela deve ter em mente que todo cuidado é pouco para que seu bebê se desenvolva do jeito normal. As mulheres precisam deixar para trás seus hábitos e adquirir novos, porque dentro dela está crescendo uma nova vida que necessita dela para nascer com saúde.

Os vícios fazem mal durante toda a vida de uma pessoa, mas uma grávida deve cortá-los pela raiz, pois, tudo que ela consome vai para o bebê e acaba prejudicando o seu desenvolvimento. Entre os vícios que são proibidos durante a gravidez está a ingestão de bebidas alcoólicas.

O álcool não pode ser consumido durante a gravidez. Embora isso pareça exagerado para algumas mulheres, essa é uma recomendação médica. O consumo de bebida alcoólica pode causar graves consequências, como o risco de aborto até a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF).

O que é síndrome alcoólica fetal?

A síndrome alcoólica fetal é a causa principal do retardo mental e de anomalia congênita não hereditária nos bebês. De acordo com especialistas, a cada mil bebês que nascem dois apresentam essa síndrome. Os efeitos mais comuns da síndrome alcoólica fetal surgem no coração e no cérebro do feto e também pode ocorrer defeitos no crescimento e sinais de deformação no rosto.

Continuar a Ler...