Sinais de Parto prematuro

Uma das situações que mais assusta as grávidas e a possibilidade de um parto prematuro, é considerado um bebé prematuro, um bebé que nasça antes das 37 semanas de gestação, felizmente a taxa de sobrevivência destes bebés prematuros é cada vez maior. Algumas mulheres sofrem ao longo da sua gravidez ameaças de parto prematuro, felizmente, mais de metade acaba por aguentar até às 37 semanas.

Existem ainda situações especiais, em que a equipa médica antecipa para salvar a vida do bebé e da mãe, é o caso da pré-eclâmpsia ou quando o crescimento intra-uterino pára. As gravidas de mais de um bebé também são mais propensas a ter um parto prematuro.

Existem vários tipos de prematuridade dos bebés

Bebés que nascem antes das 34 semanas de gestação, estes casos são mais graves, quanto menos semanas o bebé estiver na barriga, diminuem as probabilidades de sobrevivência e aumentam os riscos de sofrer de sequelas. Neste caso, o bebé é levado imediatamente para o centro de tratamento intensivo (CTI ou UTI) neonatal.

Os bebés que nascem entre 34 e 36 semanas de gestação podem necessitar de ajuda para respirar e para mamar, mas as probabilidades de sobrevivência são muitas.

Sempre que a mulher apresenta sinais de parto prematuro deve levar injeções de corticóides para amadurecer os pulmões do bebé mais rápido. Nestes casos pode nem precisar de nenhum tratamento especial.

parto-prematuro

Sinais de Parto prematuro

Secreção vaginal fora do normal, mais abundante.

Sangramento

Dores intestinais ou diarreia.

Pressão na pelve

Dor nas costas que vem em ondas

Dores abdominais, dores de tipo menstrual.

Rompimento da bolsa de água ( este é mais fácil de detetar)

Mais de quatro contrações em menos de uma hora, estas não diminuem mesmo que descanse ou mude de posição

Quase sinta estes sintomas deve ir ao hospital ou ligar para o seu médico assistente, a precaução é a melhor solução nestes casos. A equipa médica vai monitorizar as contracções, observar o batimento cardíaco do bebé e ver se ocorreu a ruptura das membranas. Fazem ainda uma análise à urina para verificar sinais de infecção e uma cultura de células do colo do útero e da vagina.

Factores de risco de um parto prematuro

  • Colo uterino curto
  • Infecções vaginais
  • Placenta baixa
  • Excesso de líquido amniótico
  • Gravidez múltipla
  • Útero bicórnio ou septado
  • Ter sofrido aborto espontâneo, entre 16 e 24 semanas de gravidez
  • Já ter tido um parto prematuro
  • Tabaco, álcool ou outras substâncias

Para diminuir o risco de parto prematuro, deve fazer um bom pré-natal, descansar, evitar esforços e acabar com vícios. Faça uma dieta saudável e balanceada, beba bastante água ao longo o dia, não segure a urina para evitar infecções, e faça actividades que ajudem a combater a ansiedade e o stress.

Compartilhar ;)

Sinais de Parto prematuro