Produtos que Podem ser Abortivos para a Mulher

Existem muitos produtos do dia-a-dia que podem ter efeitos muito graves durante a gravidez. Produtos que normalmente não trazem qualquer problema, durante a gestação podem levar ao aborto, e como tal, devem ser evitados.

Durante a gravidez, as substâncias ingeridas pela mão entram na corrente sanguínea, chegando por isso ao feto. O problema é que a criança está ainda em formação, e algumas substâncias podem ser muito prejudiciais ao seu desenvolvimento.

Confira de seguida uma lista de produtos que podem ser abortivos para a mulher.

Lista de produtos que podem ser abortivos para a mulher

Entre os vários produtos que podem ser abortivos, há um grande número de chás. Os chás são infusões onde algumas das substâncias da planta passam para a água, sendo depois ingeridos.

O problema é que alguns chás possuem algumas substâncias particularmente prejudiciais durante a formação do feto. Assim, chás como o chá verde e o chá preto, e especialmente o chá de carqueja com canela, são proibidos durante a gestação.

Confira de seguida outros chás que podem ser abortivos para a mulher:

  • Angelica europeia;
  • Arnica;
  • Azederaque;
  • Catuaba;
  • Copaíba;
  • Cravo dos jardins;
  • Erva-andorinha;
  • Erva de bicho;
  • Erva de Santa Maria;
  • Erva grossa;
  • Erva macaé;
  • Guaco;
  • Hera;
  • Hortelã;
  • Jarrinha;
  • Jurubeba;
  • Lágrimas de Nossa Senhora;
  • Losna;
  • Mata pasto;
  • Mirra;
  • Noz-moscada;
  • Peónia;
  • Quebra pedra;
  • Romã;
  • Salsaparrilha;
  • Sene;
  • Trombeta.

Há ainda outros produtos que podem trazer sérias consequências para a saúde do bebé, e em casos extremos, mesmo levar ao aborto.

Os produtos de alisamento de cabelo e as tinturas devem assim ser evitadas, pois as substâncias utilizadas são tóxicas, podendo ser absorvidas e alcançar o feto através da corrente sanguínea.

Se tiver dúvidas sobre algum produto, contacte antes o seu médico obstetra antes de o utilizar.