Parto na Água

O nascimento de um bebé é um momento de grande intensidade física e emocional, sendo por isso natural as mulheres, especialmente as de primeira viagem, sentirem-se um pouco assustadas com a aproximação dessa data.

O parto é um dos momentos mais aguardados, e ao mesmo tempo, mais temidos pelas grávidas. É assim essencial optar pelas condições que tornem esse momento mais relaxante e fácil de ultrapassar.

A forma como ocorre a preparação pré-parto das grávidas e o tipo de parto escolhido terão bastante influência na forma como ele decorrerá.

Uma das opções mais interessantes é o parto na água. Conheça melhor este tipo de parto.

Como é o parto na Água

O parto na água é a forma mais natural de ter um filho, trazendo também consigo várias vantagens para a gestante.

O facto de este parto ocorrer debaixo de água quente, torna a transição do útero para o exterior menos violento para o bebé, já que passa de um meio aquático para outro.

Além disso, este tipo de parto é mais relaxante e menos stressante para a mãe. Sendo um ambiente menos clínico, torna-se psicologicamente mais fácil para a gestante.

Estudos científicos mostraram ainda que a água quente ajuda a parturiente a ficar mais relaxada, levando dessa forma à amenização da dor, e consequentemente, à menor necessidade de anestesia.

Como vantagem adicional, a água tépida ajuda à suavização das contrações, o que também reduz o incómodo da grávida.

No parto da água, a gestante fica dentro de um banho de imersão durante o período expulsivo, isto é, na fase em que o bebé já está mesmo para sair.

O banho terá água aquecida a uma temperatura idêntica à do corpo, ou seja, 36ºC.

Como desvantagem deste método há o facto de não pode ser aplicada a epidural. Quando necessário, pode ser utilizado o entonox, um gás que resulta da mistura de oxigénio e óxido nitroso, que é inalado pela gestante.

O parto na água é uma excelente opção para todas as mulheres que queiram fazer um parto natural, mas mais relaxante e menos violento.

Contudo, este tipo de parto não pode ser feito por todas as gestantes, especialmente aquelas com gravidez de risco.

Para saber se pode fazer um parto na água, deverá consultar o seu médico obstetra.

Compartilhar ;)

Parto na Água