Coisas que Você passou a Odiar depois que Virou Mãe

Existe uma vida antes de ser mãe e outra depois de ser mãe, depois de ser mãe a mulher passa a odiar determinados comportamentos e atitudes das outras pessoas, especialmente, se mexerem com as crias.

Não ocorre uma mudança de personalidade, apenas uma melhor gestão de algumas situações do quotidiano que não afetam quem não tem filhos pequenos.

7 Coisas que todas as mães odeiam

Palpite

Pena que palpite é gratuito e não dá pena de prisão, porque algumas pessoas fazem deste o passatempo preferido. Depois de ser mãe a mulher desenvolve um ódio de estimação por todos aqueles palpites sobre a alimentação, sono e educação dos NOSSOS filhos.

Barulho durante o sono do bebé

Quando o bebé está bem acordado não acontece nada de especial, mal acaba de adormecer os vizinhos começam a falar na rua, os cachorros começam a ladrar, e há sempre motivos para lançar fogo de artificio.

Saltos altos

Não os seus, porque não deixamos de ser mulheres e vaidosas depois da maternidade, mas passamos a odiar os saltos altos da vizinha do andar de cima que teima em andar assim pela casa toda, dá vontade de oferecer uns chinelos.

Celular com som

Nada pior do que deixar o celular com som na hora da soneca do bebé, o celular toca sempre no momento em que o bebé está a dormir, ou então recebe alguma notificação do facebook no momento em que está a sair do quarto do bebé.

Brinquedos com sons

A pessoa que inventou brinquedos com sons e canções não deve ter filhos. Ninguém suporta ouvir a mesma coisa vezes sem conta, os brinquedos são excelentes para estimular os bebés e eles adoram, mas não acredito que nenhuma mãe não tenha retirado as pilhas ou escondido aquele piano, guitarra ou peluche que canta canções…

Inverno

O frio é muito complicado de gerir, especialmente, à noite quando ficamos sempre na dúvida se o bebé tem ou não frio, se está ou não coberto. Outra razão para odiar o inverno e o frio é que temos de ficar maias tempo com as crianças fechadas em casa, não dá para ir brincar para o parquinho ou jardim.

Moto

Por ser um ódio de muitas mães tem um espaço espacial, levante a mão a mãe que não odeia o som das motos, especialmente, as alteradas, e não detestamos o som apenas quando o bebé está a dormir, odiamos mesmo quando passam por nós no meio da rua e assustam as crianças e os adultos.

Contem os vosso ódios.