Tratamento da Asma na Gravidez

A asma é uma inflamação alérgica dos pulmões, que dificulta a passagem de ar pelas vias respiratórias, e dessa forma, a respiração do indivíduo.

Este problema é crónico e não tem cura, mas pode ser controlado com o devido acompanhamento e uma medicação específica prescrita pelo médico.

Se você sofre de asma e está grávida, então de seguida poderá saber em que consiste o tratamento da asma na gravidez.

Tratamento da Asma na Gestação

Uma das preocupações das gestantes asmáticas é saber o que podem fazer para controlar o seu problema durante a gravidez.

Contudo, como os medicamentos utilizados na asma não têm um efeito prejudicial para o desenvolvimento do bebé, o tratamento da asma na gravidez mantém-se idêntico ao que seguia antes de engravidar.

É no entanto importante consultar o seu médico obstetra ou o médico que acompanha o seu problema de asma.

O tratamento da asma na gravidez consiste assim na manutenção da medicação habitual e das respetivas doses. No entanto, é recomendado nesta fase evitar a toma excessiva dos medicamentos para a asma.

Dessa forma, para prevenir o seu uso, deverá procurar evitar ao máximo o contacto com as substâncias que ativam a sua reação alérgica.

Cada caso é um caso, sendo os alergénicos mais habituais os pelos de gatos e cães, poeiras, grãos de pólen, e até perfumes intensos.

No tratamento da asma na gravidez há no entanto algo que pode ser feito de diferente, como a realização de um exame de espirometria em cada trimestre da gestação.

Este exame tem como objetivo analisar a capacidade respiratória da grávida, sendo apenas pedido quando o médico obstetra acha necessário.

Se não tratar corretamente o seu problema de asma, poderão aumentar os riscos de desenvolvimento de vários problemas no bebé. Confira:

  • crescimento deficiente do feto;
  • parto prematuro;
  • nascimento com um peso abaixo do normal;
  • hemorragia vaginal;
  • pré-eclampsia ou eclampsia;
  • vómitos e náuseas muito frequentes.

Se está grávida e não tem historial de asma, mas tem sentido falta de ar, isso não significa que tenha desenvolvido uma crise asmática.

A falta de ar na gravidez é comum na fase final da gestação, e está normalmente associada ao menor espaço disponível para o pulmão expandir-se, entrando assim menor quantidade de ar na inspiração.

Compartilhar ;)

Tratamento da Asma na Gravidez