Sangramento vaginal durante a Gravidez

O sangramento vaginal é um daqueles sinais que devem levar a grávida ao seu médico, existem diferentes causas para o sangramento durante a gravidez, antes de entrar em pânico é importante que determine a origem do sangue, pode acontecer este ter origem em pequenas feridas ou hemorróides.

Deve também ter em conta a quantidade, pequena ou abundante e a cor vermelho-vivo ou mais escuro. Também é importante referir em que fase da gravidez é que o sangramento ocorre, durante o primeiro semestre este sangramento pode acontecer quando se dá implantação do óvulo fecundado no útero, deslocamento de placenta, lesões, inflamação/infecção, ou pode ser um sinal de gravidez ectópica ou aborto.

Nestes casos é necessário excluir todas as hipoteses através de um exame clínico e uma ultra-sonografia para garantir o bem-estar da grávida e do bebé. O sangramento é mais comum no caso de gémeos.

No final da gravidez, especialmente, depois do sétimo mês também pode acontecer um sangramento, nesta altura, a causa principal deve-se ao descolamento prematuro da placenta, nomeadamente, em grávidas com pressão alta. Nestes casos ocorre um sangramento vermelho-vivo ou escuro, acompanhado de cólicas fortes e contrações persistentes.

sangramento-na-gravidez

Causas de sangramento vaginal durante a gravidez

Início do trabalho de parto

Após a 37ª semana pode acontecer a perda de uma pequena quantidade de mucosidade acompanhada de alguns fios de sangue, que é a perda do tampão ou rolhão mucoso e acontece quando o colo uterino começa a dilatar-se ou a abrir-se como preparação para o parto.

  • Infecção do colo do útero
  • Ferida no colo do útero causado por relação sexual.
  • Infeção urinária.
  • Hemorróides

Mesmo que cerca de 10 % das grávidas em algum momento da gravidez tenha perdas de sangue e elas não representem nenhuma gravidade para a mãe e para o bebé, é importante ir ao médico sempre que se tenha uma hemorragia vaginal, por muito leve que seja e mesmo que não venha acompanhada de outros sintomas como dores abdominais. A prevenção é sempre a melhor solução.