Participação do pai na gestação e parto

Quem carrega o bebé na barriga é a mãe mas o pai tem um papel muito importante durante a gravidez, o parto, o pós parto e o crescimento do filho.

Alguns homens só se consideram pais a partir do nascimento do bebé, mas o seu envolvimento durante toda a gestação é fundamental, ele deve acompanhar, estar presente, questionar, partilhar os bons e os maus momentos.

Participação do pai na gestação

O pai deve ser o companheiro da mãe, estar presente em todas as consultas, ler e tirar dúvidas com o obstetra ou médico assistente, dar a a sua opinião, a sua opinião é importante e deve ser tida em conta.

A sua participação nas consultas é importante para estar a para da saúde e desenvolvimento da futura mãe e de seu filho.

A maioria dos pais não se sente à vontade nos cursos de preparação para o parto, mas neles o pai aprende como ajudar a mãe nas horas antes do parto, satisfazendo as suas necessidades, conforto e ajudando no controle da respiração, se puder assista a algumas sessões.

A gravidez é uma fase em que o corpo e a mente da mulher passa por muitas mudanças e transformações, o vontade de ter relações pode aumentar mas pode desaparecer completamente, o homem e futuro pai de compreender e não se afastar.

A demonstração de carinho com palavras e gestos também devem estar presentes no dia a dia, mime a sua mulher, ela carrega dentro dela um enorme presente para si.

Mesmo antes do bebé nascer o pai deve participar na vida do filho, falar com a barriga, cantar e acariciar são gestos que iniciam o elo entre pai e filho.

Participação do pai no parto

A presença do pai é fundamental para  ajudar a gestante a sentir-se segura, o pai não pode sentir as dores do parto mas pode e deve apoiar a mulher neste momento tão especial para os dois. O pai deve apoiar a mulher, estar a seu lado, dar-lhe a mão. O pai tem o direito de estar presente, excepto, em alguns caos especiais.

Às vezes uma palavra, uma carícia,  um gesto são fundamentais para a mulher ter força para o momento do parto. Adivinhar as necessidades da mulher como um copo de água, uma massagem ou uma almofada extra são sinais da cumplicidade dos dois, outras vezes o silêncio também é fundamental.

O mais importantes antes, durante e depois do nascimento do bebé  é a sua presença.