Mitos Sobre o Parto

O parto é um daqueles momentos pelos quais todas as mulheres anseiam, mas também, receiam. Existem muitos mitos e ideias incorretas sobre o parto e sobre o que acontece e quais as sensações sentidas no nascimento de um filho.

Para ajudar a desmistificar essas ideias e ajudar as mães de primeira viagem a estarem mais preparadas para esse grande momento, deixamos aqui alguns mitos sobre parto e a explicação pela qual cada um desses mitos é falso. Confira.

Mitos sobre parto

“A vagina alarga no parto normal e não volta ao normal”

Um dos mitos sobre parto que leva a que muitas mulheres queiram uma cesárea é acerca do alargamento permanente da vagina.

Contudo, e apesar de ser verdade que o parto normal alarga a vagina, esse alargamento dura apenas algumas semanas.

Além disso, existem ainda alguns exercícios que ajudam a tonificar a musculatura da vagina.

“O bebé tem o cordão umbilical enrolado no pescoço logo, tem que ser feita uma cesárea”

Apesar de o cordão umbilical enrolado no pescoço ser uma situação que implica vários cuidados, na maioria das vezes isso não significa fazer uma cesárea em detrimento do parto normal.

O facto de ter o cordão enrolado não representa por si só um risco, devendo isso ser avaliado pelo médico obstetra.

“Quem faz cesárea não consegue produzir leite”

Apesar de existirem alguns casos onde isso pode ocorrer, tal como em gestantes do parto normal, isso não significa que seja uma regra e que isso esteja relacionado.

A única diferença é que nas mulheres com parto normal a produção inicia-se cerca de 24 horas mais rápido. Ou seja, quem faz uma cesárea pode também produzir leite e amamentar o seu filho.

“Cesárea e parto normal são iguais para o desenvolvimento do bebé”

Na realidade, está cientificamente comprovado que o parto normal, além de ajudar a reduzir o risco de complicações a nível respiratório, ajuda ainda a fortalecer o vínculo entre o bebe e a mãe.

Além disso, diminui ainda as chances de a mãe vir a sofre de depressão pós-parto. Ou seja, caso não exista nenhuma situação médica, deverá sempre optar por um parto normal.

Estes são alguns dos mitos sobre parto que podem confundir e colocar receio na mente de muitas gestantes. Caso tenha alguma dúvida, consulte o seu médico obstetra.