Massagens durante a gravidez

As massagens são uma prática ancestral com enormes benefícios para o organismo. As suas utilidades são inúmeras, respondendo a um grande conjunto de necessidades do corpo humano.

Tendo isso em conta, é natural que a realização de massagens durante a gravidez seja vista como bastante vantajosa. A massagem ajuda a grávida e o bebé a relaxar, a reduzir a sua ansiedade, e ainda, a diminuir o cansaço natural desta fase da vida.

No entanto, estes são apenas alguns entre uma longa lista de benefícios da massagem. Neste artigo poderá conhecer os benefícios da massagem para a grávida.

Benefícios da massagem durante a gravidez

As massagens na gestação são uma forma muito eficaz e livre de medicamentos para o tratamento e prevenção de diversos problemas de saúde relacionados com a gravidez.

De seguida apresentamos uma lista dos vários problemas que as massagens durante a gravidez ajudam a resolver.

– Dores nas coxas, costas e nervo isquiático (causadas pela postura errada provocada pelo aumento de peso)
– Hemorroidas (dilatação das veias provocada pelo aumento do fluxo sanguíneo);
– Prostração (carência de ferro);
– Azia (causada por hormonas, mas também pela pressão do útero expandido sobre a região abdominal);
– Obstipação (o trânsito intestinal torna-se mais lento devido à pressão do útero sobre os intestinos);
– Enjoos (provocado pelo abaixamento do nível de açúcar);
– Eclâmpsia e pré-eclâmpsia;
– Obesidade;
– Tensão muscular;
– Cansaço e fadiga muscular.

Além de ajudar na resolução destes problemas de saúde, as massagens durante a gravidez oferecem ainda mais benefícios para a gestante.

Assim, ajuda a melhorar a circulação sanguínea, o fluxo da linfa, a tonificar os músculos do corpo, estimular e aumentar o metabolismo, entre outros benefícios.

Por fim, as massagens têm ainda um efeito calmante importante, ajudando a grávida a relaxar e a sentir-se mais tranquila.

massagem-gravidez

Cuidados a ter com massagens durante a gravidez

Apesar dos inúmeros benefícios das massagens para a grávida, há no entanto alguns cuidados e recomendações a ter em conta. Assim, não deve haver lugar a massagens se:

– a grávida tiver diarreia, febre, sangramento vaginal ou doenças contagiosas;
– a gravidez estiver no primeiro trimestre;
– não tiver a autorização do seu médico obstetra.

Compartilhar ;)

Massagens durante a gravidez