Laxante na Gravidez

A prisão de ventre é um problema bastante incómodo, sendo bastante frequente durante a gravidez.

Para resolver este problema, além de algumas correções na alimentação diária, pode ainda utilizar laxantes próprios para gestantes, ou então, reforçar a sua dieta com alimentos laxativos naturais. Saiba mais neste artigo.

Utilização de laxante na gravidez

Durante a gestação, é habitual a grávida acumular gases intestinais e ficar com prisão de ventre, criando cólicas e grande desconforto.

Para poder ter um alívio rápido, a grávida pode optar por usar um laxante. Existem dois tipos de laxantes: microclister, que funciona como um supositório e que tem um efeito mais rápido, e laxante de uso oral, com um efeito mais lento.

Os obstetras recomendam geralmente os laxantes à base de glicerina, já que ajudam a tornar as fezes mais húmidas, facilitando a sua remoção.

Antes de utilizar qualquer laxante na gravidez deve sempre consultar o seu médico obstetra, para que seja perfeitamente adequado numa gestação.

Contudo, é importante referir que o uso de laxantes não deve ser demasiado comum, para que o seu intestino não se habitue. Dessa forma, é fundamental corrigir a sua dieta diária, de modo a ser mais rica em fibras e em água, substâncias essenciais para um trânsito intestinal regular.

Além disso, pode ainda apostar em laxantes naturais. Conheça de seguida vários alimentos que irão ajudá-la a aliviar a prisão de ventre.

laxante-natural-gravidez

Laxantes naturais

– Kiwi: este fruto tem um poder laxativo bastante grande, sendo ainda rico em vários nutrientes essenciais para o organismo.

– Mamão papaia com farinha de linhaça: esta preparação ajuda a regularizar o trânsito intestinal e alivia a prisão de ventre, sendo ainda uma fonte de cálcio e vitaminas.

– Ameixa preta: além de ser rica em vários nutrientes essenciais, este fruto tem um grande poder laxativo.

– Sumo de maçã com linhaça triturada: esta preparação junta a fibra da casca da maçã com a da linhaça, atuando assim no alívio da prisão de ventre e da barriga inchada, além de fortalecer a imunidade da grávida.