Falta de Ar na Gravidez

A falta de ar durante a gravidez é algo bastante comum e normal, não sendo geralmente motivo para preocupação. Com o crescimento do bebé dentro do útero materno, os pulmões e o diafragma são comprimidos, reduzindo a capacidade de expansão da caixa torácica. Dessa forma, como a gestante não consegue “encher o peito” como fazia anteriormente, sente falta de ar.

No entanto, em situações menos comuns, a falta de ar na gravidez pode ser sinal de algum problema de saúde, especialmente quando acompanhada de outros sintomas. Confira de seguida quais as causas da falta de ar na gestação, e ainda, o que fazer.

Causas da falta de ar na gravidez

A falta de ar durante a gestação pode ser causada por:

  • crescimento do bebé;
  • cansaço e fadiga;
  • atividade física em excesso;
  • stress e ansiedade;
  • asma e bronquite;
  • doenças de coração.

Com o decorrer da gravidez, a falta de ar tende a melhorar. Isto acontece devido ao facto de, por volta das 34 semanas, o bebé encaixar-se na pelve, “descendo” a barriga e reduzindo a pressão sobre os pulmões e o diagrama.

A falta de ar, quando ligeira, comum a muitas grávidas, não tem qualquer prejuízo para a saúde do bebé, já que este recebe o oxigénio do sangue da mãe, através do cordão umbilical. No entanto, quando acompanhado por outros sintomas, a falta de ar pode ser sinal de algo mais, e como tal, deve consultar o seu médico obstetra.

O que fazer em caso de falta de ar durante a gestação ?

Quando a gestante sente falta de ar, há vários cuidados a ter para ajudar a respirar melhor. Estes cuidados incluem:

  • não fazer esforços;
  • descansar;
  • não se deitar de barriga virada para cima;
  • procurar acalmar o stress e a ansiedade;
  • sentar-se e concentrar-se a respirar de uma forma lenta, pausada e calma.

Já se a gestante sentir falta de ar juntamente com outros sintomas, como arrepios, febre, palpitação, tosse, coração acelerado, unhas e lábios arroxeados, e outros, independentemente do trimestre em que se encontre, deve dirigir-se logo que possível ao médico, para se perceber o que está a causar o problema.

Há várias doenças que podem causar a falta de ar na gravidez, como problemas respiratórios ou cardíacos, e que devem ser tratados imediatamente, de modo a não colocar a saúde da mãe e do bebé em risco.