Ecografia Morfológica do 1 trimestre

Ao longo dos 9 meses que dura uma gravidez normal a mulher faz várias ecografias , pelo menos 3, uma em cada trimestre da gravidez, sendo que a Ecografia morfológica do 1º trimestre é uma das mais aguardadas pelos futuros pais.

Numa gravidez “normal”, de baixo risco, realizam-se três ecografias, a primeira, entre as 11 e as 14 semanas, a segunda, entre as 20 e as 24 semanas e a terceira, entre as 30 e as 32 semanas.

Para alguns pais a ecografia do primeiro trimestre é a primeira vez que vão ver o filho e apesar de o embrião ter apenas pouco mais de 5 cm já é possível ver a maioria dos órgãos. É uma das ecografias mais importantes porque permite verificar a vitalidade do feto e ainda detetar alguns problemas de má formação.

ecografia-morfologica-semestre

Ecografia morfológica do 1º trimestre

A ecografia morfológica do 1º trimestre é uma ecografia realizada entre as 11 e as 13 semanas. Neste exame é feita a datagem ecográfica da gravidez, estudada a morfologia fetal e medida a translucência da nuca (TLN), ou seja a espessura da prega da nuca, que, se estiver aumentada, pode indicar uma eventual síndrome de Down.

Nós pais, na hora da ecografia não conseguimos deslumbrar grandes pormenores nesta eco, mas os profissionais desta área conseguem detetar uma série de pormenores importantes como:

  • Osso nasal
  • Translucência nucal (TN)

Permite verificar a quantidade de líquido na nuca do feto, nesta altura o valor deve rondar entre 4,5 cm e 8,4 cm da cabeça até a nádega. Um valor alterado implica que se faça a amiocentese.

São ainda analisados o tórax, o coração e batimentos cardíacos, e os membros superiores e inferiores braços, mãos, pernas e pés.

  • Verifica ainda os olhos e a face.

Esta ecografia faz ainda uma datação mais precisa da gravidez e determina a DPP. Data prevista de parto, e é esta data que é tida em consideração até ao final da gravidez, uma vez que mais tarde pode haver alterações.

Juntamente com a ecografia morfológica do primeiro trimestre é feito rastreio bioquímico combinado, uma análise ao sangue que permite fazer o rastreio das anomalias cromossómicas, fazendo um cálculo que indica o risco aumentado ou diminuído de trissomia (13, 18 e 21.

É um dos momentos mais importantes da gravidez, é gratuita e um direito de todas as mulheres grávidas. Nesta ecografia é ainda possível dar um palpite sobre o sexo do bebé, especialmente, se for um menino descarado.

Partilhar